Pôster Defender a Espanha


R$ 25,00
R$ 25,00
R$ 25,00

Pôster de defesa contra o fascismo espanhol. 1938.

"Defensar Madrid es defensar Catalunya"

"Defender Madri é defender a Catalunia"

Do artista: Martí Bas

O Exército popular espanhol

Após a fundação da primeira sociedade operária em Barcelona, o movimento cresce e se espalha pelo país. Desde o início, e principalmente na Catalunha, que é a principal região industrial da Espanha, o socialismo cria raiz e é a tendência política mais popular entre os operários. A principal confederação sindical, a CNT (Confederación Nacional del Trabajo), sob influência sindicalista. Os trabalhadores nela organizados a controlam em regime de democracia direta. Os sindicatos, além de usar a ação direta como meio para defender os interesses dos trabalhadores, criam escolas e várias atividades educativas, que procuram suprir a inexistência de uma educação pública estatal. Tais escolas possuíam forte tendência anticlerical, o que torna-as ainda mais escandalosas aos olhos dos católicos.

A coexistência entre as organizações operárias, a Igreja e as elites se dava de maneira violenta. A CNT é considerada ilegal e seus militantes perseguidos não só pela polícia, mas também por assassinos de aluguel. A repressão não distingue oposição pacífica e armada, e intelectuais como o educador Francisco Ferrer são mortos. Por sua vez, organizações são criadas com o intuito de assassinar personalidades favoráveis à repressão, incluindo clérigos, e incentivar insurreições armadas contra a ordem vigente.