Pôster Defesa do povo Árabe


R$ 25,00
R$ 25,00
R$ 25,00

Pôster soviético de defesa ao povo Árabe. 1958.

«Свободу арабского народа не задушить!»

"A liberdade do povo árabe não se suprime!"

Do artista: Корецкий В.Б. (V.B. Koretsky)

- A Palestina e o Oriente Médio -

BÁSICAMENTE, o problema de Israel, como o de toda a Palestina, faz parte do problema do Oriente Médio. É o problema de libertar esta vasta área do controle do imperialismo estrangeiro, e dar livre curso às forças da revolução nacional e social capazes de romper as relações feudais que entravam o desenvolvimento do Oriente Médio. O nascimento do Estado de Israel e a sua presente luta pela independência são uma parte integrante desta colossal transformação.

O Oriente Médio é o maior manancial de petróleo do mundo. Contem quase 42 por cento das reservas de petróleo conhecidas. As companhias petrolíferas americanas possuem hoje cerca de 40 por cento das reservas do Oriente Médio e sua participação está crescendo.

Estes piratas do petróleo mantêm estreitas ligações com o governo dos Estados Unidos, destacadamente com o Departamento de Estado e com o ex-secretário da Defesa, Forrestal. Sua poderosa influência na política americana, em relação à Palestina e ao Oriente Médio, já foi sobejamente provada em depoimentos prestados a comissões do Congresso. Todavia, incorrer na tendência predominante de se pintar o quadro desta política como exclusivamente ligada ao petróleo, é simplificar em demasia o problema. É obscurecer a dependência entre a política com respeito à Palestina e a política exterior americana como um todo e as forças básicas que moldam a ambas.

O Oriente Médio foi um importante cenário de luta pelo poder durante muitos séculos antes de ser o petróleo produzido comercialmente, o que se verificou, pela primeira vez, há cerca de quarenta anos. Esta grande área, que forma a ponte terrestre entre a Europa, a Ásia e a África, foi chamada «o epicentro estratégico do mundo».

Trecho do texto de A. B. Magil "As Forças de Classe na Luta pela Independência de Israel"

Texto completo em marxists.com