Pôster Educação Socialista URSS


R$ 25,00
R$ 25,00
R$ 25,00

Pôster soviético sobre a educação socialista, 1971. "Знания-всем!" - "Conhecimento para todos!"

--- Como a educação soviética se tornou uma das melhores do mundo ---

O sistema educacional desenvolvido pela União Soviética possibilitou ambicioso programa de modernização que fez de Moscou uma superpotência mundial. Reformas influenciaram todos os níveis de ensino, do jardim de infância ao superior.

Antes da Revolução de 1917, havia algumas poucas creches espalhadas por todo o Império Russo. A situação mudou drasticamente depois que os bolcheviques assumiram o poder e começaram a tornar realidade seus slogans sobre igualdade das mulheres e a defender sua participação ativa em todas as áreas da vida social. Também graças a isso foi desenvolvida uma rede de instalações para crianças em idade pré-escolar.

Segundo Lênin, as instalações poderiam “libertar as mulheres, reduzindo e eliminando sua desigualdade em relação aos homens, aumentando seu papel na produção e vida social”. Desde meados dos anos 1920, foi criada uma rede de jardins de infância no campo e nas cidades. Em 1941, 2 milhões de crianças soviéticas frequentavam creches e jardins de infância. Em 30 anos, esse número catapultou para 12 milhões.

Antes da Revolução Bolchevique, no final do século 19, 21% da população era analfabeta. Os soviéticos lançaram uma campanha chamada “Likbez” (Liquidação do Analfabetismo) e criaram uma rede de repartições por todo o país. O caminho se mostrou longo: em 1926, apenas um milhão de pessoas haviam sido alfabetizadas.

O avanço se deu mesmo em 1930, quando foi introduzido o ensino primário universal. Em 1939, cerca de 40 milhões de pessoas adquiriram habilidades básicas de leitura e, no início da década seguinte, o analfabetismo em massa já havia sido resolvido.