Pôster Quebre as Correntes!


R$ 25,00
R$ 25,00
R$ 25,00

Pôster soviético anticolonialismo. 1940.

«Порвать цепи колониализма!»

"Quebre as correntes do colonialismo!"

Do artista: Pen Varlen [Byun Wol-ryong, 변월룡]

Local de publicação: Moscou / Coreia

O Aparecimento do Sistema Colonial do Imperialismo. Essência do Colonialismo

As conquistas coloniais e a aspiração a formação de grandes impérios, através da escravização dos países e povos mais fracos, existiram também antes da época do imperialismo e mesmo antes do aparecimento do capitalismo. Todavia, como indicou Lênin, no período do imperialismo, o papel e a significação das colônias modifica-se essencialmente não só com relação as épocas pré-capitalistas, como também com relação ao período pré-monopolista do capitalismo.

A modificação do papel das colônias, na época do imperialismo, é condicionada pela substituição da livre concorrência pelo domínio dos monopólios nos países escravizadores de colônias e semicolônias. a exploração das colônias e dos países dependentes representa uma das fontes mais importantes dos elevados lucros monopolistas. A política colonial do imperialismo está indissoluvelmente ligada a conclusão da divisão territorial do mundo e a luta pela sua redivisão. Aos “velhos” métodos da política colonial se acrescenta a luta dos monopolistas pelas fontes de matérias-primas, pela exportação de capital, pelas esferas de influência, pelos territórios de importância econômica e militar-estratégica.

Com a conclusão da divisão territorial do mundo na época do imperialismo, culmina a criação do sistema colonial. O sistema colonial do imperialismo representa todo o conjunto de colônias, semicolônias e países dependentes, oprimidos e escravizados pelos Estados imperialistas.

Como resultado das anexações coloniais do período de 1876/1914, quase toda a África, grande parte da Ásia e a América Latina foram transformadas em colônias e semicolônias de uns poucos países imperialistas.