Pôster Solidariedade e Anti-Imperialismo


R$ 25,00
R$ 25,00
R$ 25,00

Pôster cubano de solidariedade internacional à favor de Cuba. 1980.

"Solidaridad mundial con la revolucion cubana"

"Solidariedade mundial com a revolução cubana"

Do artista: Víctor Manuel Navarrete

Distribuído por: OSPAAAL (Organization of Solidarity with the People of Asia, Africa and Latin America)

A OSPAAAL é uma organização de solidariedade aos povos oprimidos dos continentes Ásia, África, e América Latina. Em diversos de seus pôsteres eles representam o "Tio Sam" como um perverso vilão.

A revolução cubana tomou Marx onde este deixa a ciência para empunhar seu fuzil revolucionário; e o toma ali, não por espírito de revisão, de lutar contra o que vem após Marx, de reviver Marx “puro”, mas simplesmente porque até ali Marx, o cientista expulso da história, estudava e vaticinava. Depois, Marx revolucionário lutaria dentro da história. Nós, revolucionários práticos, ao iniciar nossa luta, simplesmente cumpríamos leis previstas por Marx cientista. E por esse caminho de rebeldia, ao lutar contra a velha estrutura do poder, ao apoiar-nos no povo para destruir essa estrutura e ao ter como base de nossa luta a felicidade desse povo estamos, simplesmente, ajustando-nos às predições de Marx cientista. Ou seja, e é preciso que o ressaltemos uma vez mais, as leis do marxismo estão presentes nos acontecimentos da revolução cubana, independentemente de que seus líderes professem, o conheçam cabalmente, do ponto de vista teórico, essas leis.

Para melhor compreensão do movimento revolucionário cubano, até primeiro de janeiro, seria necessário dividi-lo nas seguintes etapas: antes do desembarque do Granma; do desembarque do Granma até depois das vitórias de La Plata e Arroio do Inferno; daí até a batalha de Uvero e a constituição da Segunda Coluna guerrilheira; desta à constituição das Terceira e Quarta e a invasão rumo à Serra Cristal e a constituição da Segunda Frente.

Trechos do texto Notas para o Estudo da Ideologia da Revolução Cubana

Ernesto Che Guevara

8 de outubro de 1960

Texto completo em marxists.org